MURO DE SEPARAÇÃO

A Creche católica de Betânia (Shayyah), em Jerusalém, busca uma alternativa para continuar oferecendo seus serviços, já que as crianças não podem mais utilizar um pequeno buraco no muro de separação da Cisjordânia, que usaram durante um ano. Durante um ano as 50 crianças da área palestina de Aizaria cruzaram duas vezes por dia a parede, através de um pequeno buraco, escoltadas por dois soldados israelenses armados e na presença das freiras combonianas que dirigem a creche. Recentemente o núncio apostólico em Israel, Dom Antônio Franco, as religiosas e a autoridade militar da região tiveram um encontro do qual foi emitida uma instrução proibindo que as crianças continuem utilizando este sistema para o acesso à creche.

As autoridades militares consideram que essa passagem não é segura para ninguém. A creche deveria reabrir dentro de poucos dias, mas ainda não se sabe como as crianças chegarão até ela. Para irem de ônibus, terão que dar uma volta de 15 quilômetros, ou poderiam utilizar um atalho frequentado somente por militares, já que o muro que cerca Jerusalém divide a propriedade das religiosas!

Advertisements

About epjp.osm

Segretariato generale OSM
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s